[ANIME] Sword Art Online

Everyone

Semana passada eu falei sobre o melhor anime de 2013, Shingeki no Kyojin. Hoje vou falar sobre aquele que é apontado por muitos como o melhor anime de 2012 – Sword Art Online. Será mesmo?

A primeira coisa a ser entendida é que Sword Art Online – SAO na verdade apesar de ser uma única temporada de 25 episódios se trata de dois animes tão completamente diferentes quanto se pode ser. São tão diferentes que falarei das duas fases em separado.

SWORD ART ONLINE

A premissa de SAO não é exatamente original mas é muito boa mesmo assim. No ano 2022 é lançado um MMORPG de realidade virtual, o tal Sword Art Online. Porém logo no seu primeiro dia de lançamento as pessoas percebem que não conseguem deslogar da realidade virtual e então o criador do jogo avisa que eles estão presos dentro do jogo até que o jogo seja completado e o último boss seja derrotado. Caso o personagem morra, a pessoa morre (o criador do jogo projetou o aparelho de VR também e armou a arapuca para fritar o cerebro do usuario neste caso). Caso o aparelho de VR seja desconectado, a pessoa morre.

O herói da história é o japinha chamado Kirito, que é foda pra caralho no SAO porque ele foi um dos beta-testers do jogo e como bom nerd antissocial que é gosta de jogar seus jogos online sozinho (conheço esse sentimento, bro!).

tumblr_mf3mvyEgPq1ry0ylso1_500

ANIMAÇÃO

Sem dúvida a qualidade da animação é um dos pontos fortes de SAO já que o desenho é bonito pra caralho. Porém, e há um grande porém aqui, tem uma pegadinha: o anime é lindo, mas é abarrotado de fanservice. Ao ponto que eu, que sou um degenerado, me senti incomodado as vezes. E não apenas isso, mas fanservice quase ginecologico de personagens que devem ter nem 14 anos de idade.

O quanto isso te incomoda (que até nem é o meu caso) pode influenciar na sua apreciação do anime.

SAO-sword-art-online-alfheim-online-33713868-659-960

Outro problema é que a trilha sonora é alguma coisa perto do inexistente. Tirando algumas cenas dramaticas o anime quase não tem música de fundo e isso realmente incomoda as vezes.

OS PERSONAGENS

Kirito é o seu protagonista de anime padrão, com algumas exceções. Ele faz o tipo lobo solitário fodão mas tem um plot twist interessante aqui: como ele foi um beta-tester do jogo os outros jogadores ficam putos da cara com ele porque acham que ele teve vantagens e experiencias que o coloca na frente dos outros – para seu proprio e exclusivo proveito. O que é verdade, alias. Então para não ser linchado ele resolve abraçar o personagem e pagar de bad boy mesmo (mais do que ele é realmente). Ele é um beater (beta-tester + cheater) e quando questionado sobre isso “é, sou mesmo, não gostou vem tirar x1!”. Isso foi legal.

Eventualmente também Kirito ganha um motivo de verdade, um trauma, para se tornar um lobo solitário e isso bem executado também. Ele passa de jogador solitário porque apenas gostava de jogar sozinho (o que é ok no começo) para ter uma motivação razoavelmente decente.

Conforme avança os níveis Kirito vai construindo seu pequeno grupo de amigos e conhecidos, como de praxe. E mais de praxe ainda, o garoto tem o poder de fazer cada femea virtual do pedaço se apaixonar por ele. Pra variar, né?

565986-unneed_fan_service

Mas isso não é tão irritante quanto pode soar porque a “turminha do kirito” é até passavel. Sobretudo porque são adolescentes ou pré-adolescentes que se comportam como tal. Isso é um grande mérito do anime: as crianças se comportam como crianças, os adolescentes se comportam como adolescentes (até certo ponto) normais.

Houve uma decisão muito acertada em pensar pequeno aqui e o anime completamente consegue dar conta do que ele tenta abocanhar – o que é mais do que se pode dizer de muito anime de grife *cof Evangelion cof*

Asuna, que é o par romantico do herói, é o estereótipo da mocinha valente perfeita. Como qualquer protagonista feminina de anime de harem ela foi feita para ser “a escolhida”. Ela é forte, independente, focada e etc. Não é genial mas é convincente dentro do universo proposto, dá para viver com isso.

sword-art-online-galeria-pn-ana_00009

O JOGO

Com certeza um dos maiores charmes do anime é justamente o MMORPG porque é um tema de muito apelo ao publico certo (tipo eu) e é bem executado. É muito gostoso ver interpretado no anime varias rotinas e mecanicas tipicas de jogos online tipo quando eles fazem Tank&Spank (que no anime eles chamam de Switch) para derrotar o boss. Para quem nunca jogou algo do tipo não tem nada demais, mas para quem tem alguma experiencia no ramo não tem como não abrir um sorriso ao ver o que eles estão fazendo.

O anime também explora muito bem a coisa de humanos vivendo dentro de um jogo e logo explorando suas regras. Tipo tem um arco de episódios em que eles tentam descobrir como pessoas estão sendo assassinadas dentro das cidades já que o PvP não é permitido lá.

Ou então ver as mais varias táticas de “isca” para atrair um jogador despreparado para uma cilada e mata-lo para ficar com seus itens. Eu vi muito disso nos meus tempos de WoW e Lineage II, e não tem como não gostar ao ver que o autor sabe do que está falando.

Ver as politicas de guilda, party, regras de etiqueta do MMO, tudo isso interpretado como algo real é algo muito divertido de se assistir se você sabe do que eles estão falando.

sword-art-online-galeria-pn-ana_00006

Alias o jogo parece muito o Final Fantasy XI, para proposito de comparação, embora tenha vários elementos do Ragnarok, WoW e do Lineage também.

O jogo é dividido em cem andares e será completado ao fim do centésimo andar. Cada andar possui um boss que deve ser derrotado mas uma vez completada a quest voce pode voltar livremente aos andares anteriores. Assim os jogadores se dividem entre a Vanguarda – os jogadores que vão para a linha de frente explorar o mundo (não tem google aqui), descobrir onde está o boss, aprender as quests, enfim o básico de se aventurar em um MMORPG. E como toda exploração você não sabe o que esperar, estando a um spawn elite de tomar uma ruim e morrer (caralho como eu morri desse jeito). Alem do que tem a parte mais perigosa: aprender a luta contra o boss.

Porque algo que voce aprende logo nos MMORPG é que não é tanto sobre nível e mais sobre saber o script da luta para reagir de acordo. Eu já vi grupo de nego de vinte niveis acima tomar ruim de boss porque não sabia como lutar – e o anime tem muito disso.

No outro lado ficam os jogadores não tão bons assim que vivem dentro do jogo do jeito que dá. Tendo um job, comprando uma casa, fazendo as quests que dá. Essa é a maior parte da população.

Kirito e Asuna são membros da Vanguarda embora o anime se passe basicamente no seu tempo livre no “mundo domesticado”. É dito nas entrelinhas que nas cenas offscreen eles upam de nível e abrem mapa, mas o anime mesmo é sobre eles interagindo com o povo normal que vive no SAO.

Porque vive mesmo, dois anos e meio se passam desde que o jogo começou. O anime tem o cuidado de explicar que as pessoas foram levadas para o hospital e estão sendo mantidas vivas lá como qualquer pessoa em coma, então eles virarem mais de ano no jogo é plausivel.

sword-art-online-galeria-pn-ana_00004

ROMANCE

Eu nunca achei que diria isso, e provavelmente você não vai me ver dizer isso novamente… alias eu vou negar que disse se você me perguntar mas o anime é muito bonitinho nesse aspecto.

Não é surpresa nenhuma que kirito e Asuna sejam o par romantico do anime, o que me surpreendeu foi o quanto o relacionamento deles é normal!

Porque personagens de anime usualmente possuem, mesmo em hentais, a maturidade emocional de uma criança de 10 anos. Por isso me surpreendeu muito ver os adolescentes agindo como … adolescentes! Eles namoram de verdade, fazem sexo (não aparece, e nem precisa, mas é implicito) e muitas normais que pessoas normais fazem. E isso é algo extremamente raro em animes já que os personagens de anime realmente parecem ter 10 anos de idade quando se trata de sentimentos (o que é um dos motivos que é um saco assistir anime, via de regra). Mas aqui não, surpreendemente.

Adicione o fato de que eles estão em uma situação desesperada – por mais foda que eles sejam individualmente, isso significa que você está apenas a um agro mal feito de morrer, como qualquer outro – em que o amanhã é cada vez menos provavel.

vlcsnap-2012-09-09-15h04m20s29

São crianças a beira de um colapso porque estão colocando suas vidas na reta todo santo dia das 8h as 20h, buscando conforto um no outro. Esse tom de desespero dá uma cor muito adoravel ao relacionamento deles, e tem um pequeno arco inteiro em que eles tiram uma folga de enfrentar a morte diariamente para ter uma pequena lua de mel para eles. Por mais que os personagens não sejam brilhantes isso funciona muito bem e sustenta a reta final do anime apesar da batalha final não ser tão épica.

Verdade que tem muita, mas muita mesmo, putaria de anime (se estiver com saco pesquise o que é MOE)e isso demanda uma certa boa vontade e paciencia

O final é muito redondinho e feito com bom gosto.

SAO 25

ALFHEIM ONLINE

A partir do 15o episódio começa a segunda fase; Alfheim online. E a coisa é tão sem pé nem cabeça que você realmente duvida que está assistindo o mesmo anime.

Algumas semanas após os eventos do SAO um novo jogo é lançado: o Alfheim Online (ALO). Quer dizer, como é sequer possível isso? Pelo menos quatro mil pessoas morreram no SAO, não faz nenhum sentido que as pessoas joguem MMORPG de Realidade Virtual denovo apenas alguns dias depois como se nada tivesse acontecido!

E pior ainda, o kirito volta a jogar! Porra, esse moleque não tem familia? Depois de passar quase três anos em coma preso dentro do jogo ele volta a jogar e ninguém acha nada estranho? Verossimilhança, cade você?

Afora isso tudo que deu certo em SAO (e que já exigia uma certa dose de boa vontade) é simplesmente apagado. Asuna é agora uma princesinha indefesa a ser salva mas pior ainda é que o ALO é um jogo normal (ou seja se você morrer só o que acontece é voltar para onde está o seu portal e  você perde alguma coisa de XP. Só isso.

tumblr_mduvp8JojM1rlz5ato1_500

Cara, você não pode desescalonar a ameaça desse jeito! Você não pode participar dos Jogos Vorazes (e em seus melhores momentos SAO lembra bastante) para depois pedir para a Katniss voltar e participar novamente… só que como paintball dessa vez. Ah fala sério, pelamor…

A cada complicação, a cada contratampo a única coisa que eu conseguia pensar era “tá, e daí?”.

Adicione a isso o fato que o cara que estava mantendo as “animezices” na linha (fanservice e moe, moe, moe!) tirou férias e o que você tem é um anime genérico ruim de fantasia.

Ah, e o Kirito tem uns lances com a irmã dele (sério, acho que até a tia da cantina quer esse cara), pode ser que isso te incomode também pessoalmente eu não consegui me importar com isso mais do que o fato da irmã dele não saber que a sua paixonite dentro do ALO era o cara no quarto ao lado. Tenha dó…

 

Pra piorar o AOL é baseado nos MMORPGs neomodernos coreanos coloridos como Aion, Flyff, Tabula Rasa e essas coisas que eu realmente nunca joguei. Talvez funcione como publico alvo certo, mas eu sou oldschool nesse campo.

Curiosamente ALO foi a parte que mais me lembrou dos jogos de tudo que eu tinha visto até então: mais de uma vez eu já me forcei a terminar um jogo que ficou ruim ou chato pra caralho apenas porque eu já tinha começado. Não sei porque eu faço isso, mas muita gente é assim também. E assistir ALO é exatamente essa sensação, você se força a assitir a pau e corda apenas porque já tinha começado.

SAO-Posters-Temporadas-560x395

VEREDITO FINAL

Se você tem boa vontade, alguma experiencia com MMOs e mais boa vontade, a primeira metade (SAO) é bom. Não é brilhante, não é genial, mas é bom. Surpreendentemente maduro para um anime em alguns pontos (o que compensa sendo infantil em outros) Gostosinha.

A segunda metade, no entanto, me fez preferir ter ido assistir o filme do Pelé. Não que SAO não te exija uma boa dose de boa vontade, mas ao menos te recompensa por isso eventualmente. ALO só toma sem dar nada em troca.

One thought on “[ANIME] Sword Art Online

Comments are closed.