[ANIME] Boruto repete os acontecimentos de Naruto para uma nova geração

No segundo episódio de Boruto, somos apresentados à academia e conhecemos outros ninjas.

Após Boruto ter ficar de detenção por duas semanas por culpa dos acontecimentos do primeiro episódio, ele vai ao seu primeiro dia de academia. Já sendo desprezado por seus novos colegas, por não ter levado uma pena tão severa pelos seus atos anteriores, por ser filho do grande Hokage Naruto.

Logo após isso, somos apresentados a novos personagens: Inojin (filho de Ino e Sai), que num primeiro momento parece não gostar de Boruto; Sarada (filha de Sakura e Sasuke); e Chocho Akimichi (filha de Choji), que pertencem à mesma sala de aula que o protagonista.

Depois de  algumas cenas “encheção de linguiça”, somos apresentados a Iwabe, o garoto mais talentoso na arte do Ninjutsu, mas que repetiu nas outras matéria (quem aí nunca tirou dez em tudo mas enfiou o pé na jaca em Química? …ou Física?…..só eu?). Após mais um pouco de encheção de linguiça, Boruto resolve sair na porrada com Iwabe. Após o mesmo insultar Denki (o amigo que Boruto fez no primeiro episódio) e dizer que Boruto “é um pirralho que se aproveita da fama do pai”.

Após alguns sopapos e pontapés, Boruto consegue encurralar Iwabe com seus clones (alá Naruto no começo de carreira), provando que ele não é apenas um filhinho de papai. Os dois vão pra sala de aula, viram amiguinhos e tocam o pagodinho (mas especificamente a música “A amizade é tudo” do grupo Jeito Moleque, só que em Japonês. Obviamente).

Vale lembrar que o plot inicial de Boruto Next Generations é a busca da individualidade de Boruto, lembrando muito seu pai quando pequeno, sendo muito semelhante aos primeiros dias de Naruto na academia. A diferença era que Naruto queria ser lembrado como Hokage, e Boruto não quer ser lembrado como o simples filho de um.

Uma coisa que chama atenção também é a animação significativamente mais simples em comparação ao primeiro episódio. Em algumas cenas, como no encontro entre Boruto e Iwabe, há pouca animação nos movimentos, diferente do episódio anterior, em que a animação das acrobacias dos personagens eram bem suaves. Mas ainda está bem longe de ser um Ep 6 de Dragon Ball Super.

O segundo epi “O filho do Hokage” é que nem que igual o começo de Naruto, só que diferente.