[ANIMAÇÃO] Samurai Jack – 5ª temporada, series finale: Uma Animação Simplesmente Foda.

Caros amigos nerds, é com um pesar no coração que trago a notícia de que esse ano de 2017 nos trouxe a última e excelente Temporada de Samurai Jack. Essa última temporada encerra com louvor o arco final (arco foda) do nosso querido Samurai.

ATENÇÃO: como esta resenha trata do final da série, é claro que ocorrerão alguns SPOILERS

Nos últimos episódios, depois de muito esforço e sofrimento, Jack consegue finalmente empunhar sua espada, e de quebra ainda ganha um merecido presente, que renova suas forças e sua esperança. Esse “presente” rendeu muita polêmica, principalmente nos EUA, onde tudo começou. Alguns estudantes de Yale repudiaram o beijo entre Jack e Ashi, chamaram a animação de fascista, homofóbico e machista. Disseram que foi algo forçado (Quiseram boicotar a animação). Isso dividiu opiniões. Na opinião desse nerd que vos escreve, é um absurdo o que eles fizeram. Qual o problema de Jack ter um relacionamento amoroso? Desde que Ashi foi inserida como sua parceira, era uma coisa muito possível de acontecer. O próprio criador e diretor, Genndy Tartakovsky, se posicionou sobre isso, e disse que o personagem é dele, e ele sabe mais sobre o personagem do que esses “críticos de internet” (e ele está muito certo).

Mas, polêmicas a parte, após o presente recebido, temos o embate final entre Jack e Aku, onde é mostrado o quão perverso é Aku, mas também o poder da amizade. Vemos que todas as pessoas que Jack ajudou e salvou de alguma forma (passando pelo escocês, os 300, entre diversos outros), valeu a pena no exato momento em que ele mais precisava. Mas a batalha só é vencida por causa da esperança renovada, e do amor que Jack ganhou de presente. Fazendo, enfim, que ele retornasse para o passado e para sua família.

O final foi excelente, mas se você ainda não viu, se prepare para uma conclusão agridoce (de fazer marejar os olhos). Todas as batalhas, sofrimentos e sacrifícios que Jack passou não foram em vão. Enfim ele trouxe a paz, e livrou o mundo do mal que Aku trouxera. O próprio Jack encontra a paz, mas acompanhada de tristeza. Um final que ficará em nossas memórias. Uma animação foda que merece entrar para o Panteão das Animações.