[ANIMAÇÃO] Jovens Titãs – O Contrato de Judas (crítica)

Jovens Titãs – O Contrato de Judas é o novo longa animado da Warner, do universo DC, baseado na HQ escrita por Marv Wolfman e desenhada e co-escrita por George Pérez, época em que os Titãs estavam em alta.

O inicio mostra como Estelar entrou para o jovem grupo, formado por Robin (Dick Grayson), Ricardito, Kid Flash, Mutano, Ravena e Abelha. Logo após damos um salto no tempo e vemos os Titãs em missão, agora com uma nova formação de heróis liderados por Asa Noturna, Estelar, Robin (Damian Wayne), Ravena, Besouro Azul, Terra, a nova integrante da equipe, e Mutano (o palhaço do grupo, sempre conectado e tentando conquistar o coração da novata) que estão em missão. Dick Grayson, agora mais velho, deixou o manto do Robin para trás e se tornou Asa Noturna. Ele retorna ao grupo depois de um tempo fora, e junto de Estelar lidera os Titãs, além de assumirem para todo grupo que tem um relacionamento amoroso.

Os heróis lutam contra uma seita fanática, que se espalha pelo mundo com um líder que pretende se tornar um Deus (me diga um vilão que não deseja isso), e para isso ele precisa tomar os poderes dos Titãs. A história também conta a relação dos Titãs uns com os outros, mostrando a interação deles no dia a dia. Mas o foco principal é Terra, e sua relação com o grupo, seu passado sombrio, além de seu vínculo com Slade (que na verdade é o grande vilão do filme).

O roteiro é um pouco mais parado na primeira metade do filme, mas é normal devido à história que querem contar, mas a pancadaria ainda está ali. As lutas ficaram bem feitas, os combates corpo a corpo estão fodas. As piadas ficaram bem legais, destaque para uma de duplo sentido envolvendo Estelar e Asa Noturna, depois da moça de pele alaranjada ter derrotado seu parceiro e amante em um treinamento, e ter feito um comentário sobre o ocorrido (sério, a risada da Terra depois do comentário feito por Estelar foi hilariante).

Uma pena terem mostrado tão pouco de Ravena, ela quase não foi explorada. Porém, no final, ela dá uma pequena demonstração total do seu poder, e mostra que é assustadora.

O filme é curto, apenas 90 minutos. Poderiam ter estendido para pelo menos mais 30 minutos. Mas esses 90 minutos de sua vida nerd serão muito bem gastos.

Jovens Titãs: O Contrato de Judas (Teen Titans: Judas Contract) — EUA, 2017
Direção: Sam Liu
Roteiro: Ernie Altbacker

Trailer: