[ADLER COMENTA] Star Wars: A Missão do Contrabandista (Resenha)

2015 já passou e com ele foi também todo aquele hype pra cima do novo filme de Star Wars, O Despertar da Força. Mas as comemorações de Star Wars não terminaram, e ainda temos mais dois livros da série “Jornada para Star Wars: O Despertar da Força” para falarmos. Um tempo atrás eu falei do primeiro livro, “A Arma de Um Jedi“. E hoje falarei do livro dedicado ao contrabandista mais amado por todos, Han Solo. Lembrando que esses livros nos são trazidos através da Editora Seguinte.

download

Sinopse

Após a pequena vitória da Aliança Rebelde sobre o Império em “Uma Nova Esperança“, Han Solo está arrumando suas coisas pronto para partir, uma vez que sua participação na guerra já acabou e sua recompensa já foi depositada. Porém, Leia, relutantemente, precisa pedir mais um favor para o charmoso corelliano. Um espião da Aliança, aquele que sabe de todos os esconderijos possíveis dos rebeldes, está sendo caçado em um planeta na Orla Exterior, onde tudo é uma terra sem-lei. Solo e Chewie partem para resgatar e retirar o espião do planeta, mas acabam cruzando o caminho de uma impiedosa e implacável oficial do Império, além de caçadores de recompensa que já estão exigindo o prêmio pela captura de Solo oferecido por Jabba The Hutt. Nesse conflito de 3 lados, caberá ao herói da Aliança tomar as melhores decisões para se manter vivo e ainda completar sua missão.

sw-a-missc3a3o-do-contrabandista-3

Resenha

Da última vez que resolvi ler um livro de Star Wars, o resultado não foi tão bom quanto eu esperava. O ritmo lento e engessado da aventura solo de Luke não me deixou muito animado para os próximos títulos, mas por sorte, A Missão do Contrabandista resgatou essa alegria em ler contos juvenis da franquia. A obra acerta onde o outro livro errou, criando ritmo e dinamismo. Até mesmo os momentos mais calmos acabam sendo mais apreciáveis, como as conversas entre Han Solo e Chewie, ou todos os diálogos da parte imperial do livro.

Fãs do contrabandista mais cafajeste de toda a galáxia ficarão felizes em saber que o personagem tem todos os seus trejeitos e características mantidas, sem nunca desviar do que ele é em sua essência. A interação com Chewbacca acaba ficando ainda mais divertida. Falando no wookie, temos no livro uma visão bem diferente do personagem. Aqui, suas ações, sentimentos e pensamentos são todos narrados, o que tira muito a imagem de “mascote”, que eu particularmente acho que ele tem nos filmes. Chewbacca é um ser muito mais consciente e adorável no livro, tanto que me deixou mais animado para revê-lo no novo filme.

sw-a-missc3a3o-do-contrabandista-2

Isso não impediu que os personagens introduzidos deixassem de ter seu brilho e originalidade. Alecia Beck, uma comandante imperial responsável pelo Serviço de Inteligência do Império, faz sua estreia nesse livro, demonstrando ser uma grande figura antagonista. Além disso, Alecia se destaca ainda mais por ser uma vilã desenvolvida sem nenhum artifício sexista, como deixá-la com poucas roupas e fazê-la ser sensual e seduzente, um clichê infelizmente muito repetido na cultura do mundo todo. Além dela, temos personagens como Delia, capitã de uma nave-bar itinerante, que acaba sendo um ponto de encontro de vários mercenários e contrabandistas. Sua relação com Solo é bem explorada, e podemos ter mais um vislumbre da parte contrabandista de Han, que dificilmente apareceu nos filmes.

Apesar de ser considerado um livro “Junior”, a obra ainda contem muito material de interesse adulto. A trama não deixa de ser inteligente, apesar de leve. Por vários momentos, não dá pra perceber que se está lendo um livro infantil. Acaba parecendo apenas mais um capítulo na vida dos personagens, pois nenhum deles tem ações “censuradas” ou diferentes do que fariam em um filme de classificação maior.

O que eu mais gostei, como um todo, foi o clima do livro. Como eu disse em minha resenha passada, o que eu mais espero de um livro de ficção e/ou fantasia (polêmica) que se passa no espaço é que vários planetas e naves sejam explorados. Que exista aquele clima de filmes policiais com bares cheios de aliens, perseguições de naves, locações diferentes. Foi justamente esse clima que invadiu o livro e que me fez gostar tanto dele.

sw-a-missc3a3o-do-contrabandista-1

Existe um outro fator que deixa a leitura mais divertida. Eu devia ter abordado ela na minha resenha de O Despertar da Força, mas por causa da pressa para publicar logo eu acabei me esquecendo. Os três livros dessa série servem não só para matarmos a saudade dos personagens clássicos, mas também para dar várias dicas para o filme que estreou. No primeiro livro, de Luke, temos dicas referentes à conexão do garoto com o templo Jedi de um planeta, além de um personagem que aparece no filme. Aqui no livro de Han acontece o mesmo. Temos, por exemplo, o espião Rebelde, Caluan Ematt, que aparece no filme como o senhor de longos cabelos brancos que discute o ataque à base Starkiller com os outros membros da Resistência. Além disso, todos os livros têm momentos no “presente” do filme, então podemos ver, por exemplo, como Han Solo e Chewie estão, e ver dicas do que eles serão no filme.

Um último detalhe que, pelo visto, perdurará em todos os livros dessa série: as ilustrações de Phil Noto dividindo as partes do livro são maravilhosas. Disse da outra vez e repito aqui: a obra acaba sendo muito mais viva e amigável com o leitor por causa das cenas ilustradas pelo artista. A Disney com certeza acertou em cheio ao escolhê-lo para esse trabalho.

sw-a-missc3a3o-do-contrabandista-4

Recomendação

Acredito que essa série inteira seja de extrema prioridade para fãs ávidos da franquia. Repetir isso é apenas chover no molhado. Fora disso, a recomendação para pessoas distantes da febre de Star Wars ainda é positiva. Mais do que o livro anterior, acredito que aqui as pessoas encontrarão um livro muito mais fácil de digerir, e uma trama muito mais próxima do que os filmes demonstram. Um bom mas estranho jeito de adentrar nesse mundo.


nota-5


downloadSeguinte

Capa comum

22,9 x 15,7 cm

200 páginas

Onde comprar: Amazon | Americanas | Submarino